quinta-feira, 16 de abril de 2015

"Vai e faz a mesma coisa"



"Vai e faz a mesma coisa"



Por : Magali Cunha


  Essa é uma época em que muitos se apresentam como cristãos, porém as obras que provém deles nem sempre podem ser consideradas como oriundas do que Cristo nos ensinou.

  O tema é mesmo polêmico, eu mesmo já escrevi sobre ele e deixei claro que ainda não tenho uma opinião definitiva formada, tenho procurado ler, ouvir e refletir sobre essa questão da maioridade penal.

  Em um país de penitrenciárias superlotadas, meros depósitos de presos, que não ressocializam ninguém, querer adicionar ali adolescentes não me parece uma boa medida. Talvez seja até mesmo pior.

  Talvez se as leis do ECA fossem  cumpridas, se os processos sócio-educativos efetivamente acontecessem tivássemos bem menos delinquencia juvenil do que temos hoje.

  Mas, deixo-os com a leitura desse texto maravilhoso da Professora Magali Cunha, de quem tenho a honra de ter sido aluno na Metodista. Com muita sabedoria e propriedade ela nos trás à meditação o real sentido do cristianismo.

  Ser cristão não é apenas e tão somente uma titulação em moda hoje, é como devem ser chamados aqueles que amam e aprenderam com Jesus.

  Texto publicado em O Globo, em 16 de abril de 2015

  Eis o link para a leitura: