sábado, 10 de outubro de 2015

Cotidiano IV- O toma-lá-dá-cá




Cotidiano IV - O toma-lá-dá-cá

Fernando Marin


"Quando os bons alcançam o poder, todos festejam; mas, quando o poder cai nas mãos dos maus, o povo se esconde de medo." Provérbios 28-12 NTLH

 Na Bíblia temos vários exemplos de reis e governantes, muitos tidos como bons e honestos e outros maus , exploradores do povo e distantes dos caminhos de Deus.

 Não muito diferente do que vemos hoje, aqui mesmo em nosso país.

Vivemos uma época em que a política está efervescente, com ameaças de impeachment da presidenta, onde se divulga que o presidente da Câmara possui alguns milhões de dólares em contas no exterior e estamos ,ainda, em meio a uma grande investigação, a chamada “Lava-Jato”, que já atingiu a muitas pessoas importantes e conhecidos empresários e políticos, envolvidos com a corrupção que sempre grassou livre por aqui.

 Enquanto as acusações mútuas e negativas de culpa ocupam a mídia, vivemos uma crise econômica muito grave, que vem atingindo diretamente aos trabalhadores com o desemprego, aos pequenos e médios empresários e à maioria da população, que tem sofrido com a alta de preços, principalmente da energia elétrica e dos combustíveis, sem falar na ameaça do ressurgimento de um imposto já extinto, tão criticado anteriormente pelos atuais governantes do país, e que agora reaparece como a grande saída para equilibrar o orçamento nacional: a CPMF.

 Alegam os do governo que esse imposto é “leve”, apenas 0,20 % de tudo o que se sacar dos bancos, e que as pessoas “pagariam sem sentir” , que não seria um fator de aumento de preços e que não prejudicaria mais às camadas mais pobres do povo.

 Mentira.

 Os que alegam isso se esquecem de que esse imposto é pago em “cascata”, quer dizer, em todos os elos da cadeia produtiva, por isso ele causa, sim, aumento de preços, mais recessão e mais inflação.

 E o governo já se movimenta para a recriação da “contribuição”, distribuindo cargos, ministérios e verbas para os redutos dos deputados e senadores, que deveriam representar os interesses do povo.

 Volto para a Bíblia, para o texto de Romanos 13, onde o verso 1 diz “Obedeçam às autoridades, todos vocês. Pois nenhuma autoridade existe sem a permissão de Deus, e as que existem foram colocadas nos seus lugares por ele. "

 Sim, Deus nos manda obedecer às autoridades, lembrando que foi Ele quem as pôs em seus lugares, mas, quando lemos mais adiante - "É por isso também que vocês pagam impostos. Pois, quando as autoridades cumprem os seus deveres, elas estão a serviço de Deus. Portanto, paguem ao governo o que é devido. Paguem todos os seus impostos e respeitem e honrem todas as autoridades." (versículos 6 e 7).

 Fica aí a questão: as nossas autoridades estão cumprindo com seus deveres?

 Esse é o tema para a nossa reflexão.

Fernando Marin