segunda-feira, 6 de maio de 2013

Alimentação nos Tempos Bíblicos IV - Coalhada Seca






                                                                                                     Por: Fernando Marin



Coalhada Seca à Moda Bíblica 



Através dos textos bíblicos, constatamos que  Deus proveu a terra de tudo o que o homem precisava para ter uma vida em abundância. Na terra prometida, o povo hebreu dispunha de leite, mel, uvas, figos, romãs, amêndoas, azeitonas, e muitas outras coisas, tais como trigo, lentilhas, cevada, e diversos tipos de grãos,  tudo isso além da carne de diversos animais .  

Com toda essa variedade, usando a inteligência concedida pelo Senhor, o ser humano foi capaz de criar uma série de diferentes receitas para se alimentar bem e com fartura.  

A Bíblia não nos fornece, claramente, as receitas dos pratos consumidos na época, mas, nos dá diversas pistas, a partir dos ingredientes . O leite, por exemplo,  abundante na primavera, era consumido in natura e de diversas outras formas, tais como, iogurtes, coalhadas, queijos e manteigas.  

Um dos derivados do leite que Jesus e os seus discípulos, com certeza, consumiam como antepasto, nas suas refeições ou  no café da manhã, era a coalhada seca, chamada de labneh.  

labneh, hoje, é vendido em formato de bolinhas, em potes , mergulhados no azeite ou com zatar e azeite.  

 
 
Zatar -  (Za'atar  em hebraico: זעתר), também zátar ou zaatar, é uma mistura de especiarias usada como condimento e originária do Oriente Médio. É tradicionalmente feita com gergelim, tomilho e sumagre que confere acidez. O nome vem de seu principal ingrediente, o zahatar, uma espécie de tomilho que cresce no Oriente Médio. Outras especiarias podem ser incluídas na mistura, como o cominho, casca de limão, coentro, anis, etc. de acordo com a região de origem.

O preparo da coalhada ou iogurte: 

Ferva dois litros de leite, tipo A ou B, e coloque numa tigela de louça para esfriar até 38 a 40 graus (deve ser suportável ao pingar um pouco no pulso). Retire um pouco desse leite numa tigela pequena e misture duas colheres de sopa de leite em pó (se usar leite de fazenda não é necessário colocar o leite em pó) e um pote de iogurte natural (verifique a data do vencimento, pois quanto mais fresco for, mais forte será o seu agente fermentativo). Mexa bem e retorne essa mistura à tigela maior misturando tudo muito bem, com uma colher de pau sempre no mesmo sentido. Tampe o recipiente e coloque-o num canto da pia, evitando movimentos bruscos. Após mais ou menos oito horas, o leite estará totalmente coalhado. Se quiser, separe um pouco dessa coalhada e guarde na geladeira para ser usada como agente fermentativo, numa próxima vez em que for fazer coalhada. 

Coalhada seca à moda bíblica 

Proceda como descrito na receita anterior para coalhar o leite. Depois de pronto, despeje o leite já coalhado numa peneira ou num escorredor, forrado com um pano branco, limpo e grosso, ou use um saco feito de tecido de sacaria, para escorrer o soro. Coloque a peneira sobre uma tigela para aparar o soro e deixe escorrendo por uma noite ou um pouco mais, dependendo da consistência que você desejar a coalhada: apenas cremosa, para já ser consumida, ou mais firme, em ponto de fazer bolinhas que serão colocadas num vidro de boca larga e cobertas com azeite puro. Sirva a coalhada seca, cremosa ou em bolinha, amassada com azeite e sal, como patê em pães e torradas. E deliciosa e saudável! Experimente. É fácil de se fazer. 

 Fernando Marin 

Nenhum comentário:

Postar um comentário