sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Cotidiano III


Cotidiano III



Por: Fernando Marin



 Não poderia deixar de comentar uma triste notícia que foi bastante divulgada essa semana na mídia. Um crime bárbaro – mais um – acontecido nos arredores de Uberaba (MG) e que comoveu o país.

 Um homem, de 48 anos, se sentindo pressionado por uma moça de 22 a assumir a paternidade de um casal de gêmeos de 4 meses de idade, cria uma armadilha para a moça e as crianças. As convida para uma conversa em um shopping para discutir a questão. 

 Porém, não é isso que acontece. Ele coloca mãe e crianças no carro, embarca mais um homem no trajeto e, em um lugar deserto e fora da cidade, o homem que os acompanhava mata a tiros a moça e os dois bebês.

 Caso parecido com o que envolveu o ex goleiro do Flamengo, Bruno, e que ainda se encontra preso, bastante semelhante já que teria acontecido pela mesma motivação: o não reconhecimento de paternidade.

 De tempos para cá temos tomado conhecimento de uma série de crimes tão bárbaros quanto esses. Em muitos casos, o que vemos são moças jovens, bonitas, de família, algumas com boa formação que se envolvem com homens sem caráter, muitos deles bandidos, e que acabam mortas, agredidas ou submetidas a todo tipo de violência e de humilhação. Basta se assistir aos programas policiais para se comprovar esse fato.

 Não sei porque tantas moças de bem vem se envolvendo com homens do mal, por que se sujeitam a serem agredidas, humilhadas, mortas.

 Mas, que crimes como esses não sejam esquecidos, e que venham a alertar acerca dos perigos de nos envolvermos com pessoas das quais não conhecemos a vida e nem o passado – no caso de Uberaba o suposto pai dos gêmeos e mandante do crime já tinha passagens pela polícia por homicídio e tráfico de drogas, e o outro, o que teria atirado, era também bandido já condenado anteriormente.


 Que tudo isso sirva para a nossa indignação e reflexão. Muita reflexão.

Fernando Marin

Nenhum comentário:

Postar um comentário