sábado, 14 de julho de 2012

Lugar de Cristão





Quando lemos a Bíblia, observamos uma série de versículos que dizem respeito à interferência do próprio Deus na administração e na política . Mesmo assim, ainda há muitos cristãos avessos à participação nos governos e nas próprias eleições, alegando que a política não é lugar para pessoas como nós, ‘separadas do mundo’, e sim para aqueles que não conhecem a Cristo.

Um grande engano.

Este é um ano eleitoral, quando escolheremos, a partir do nosso voto, nossos representantes no legislativo municipal e na administração dos nossos municípios.

Como pude falar em público, há poucos dias, há dois caminhos que podemos tomar na política: o primeiro, e mais cômodo, é justamente o que a maioria procura, o de se calar e, depois, reclamar, criticar, apontar as falhas e erros dos políticos, ou seja,  manter-se de fora, alegando que a participação na política não é para cristãos.

Já o segundo, é, justamente, se engajar em um movimento sério, que vise o bem estar da população e que busque a mudança, as transformações que tanto almejamos para as causas sociais no nosso País.

Quando lemos a Bíblia, encontramos uma série de versículos que deixam clara a mensagem da interferência divina na administração e governo, como, por exemplo, ,Provérbios 8.16 (Por meu intermédio, governam os príncipes, os nobres e todos os juízes da terra) e Romanos 13.1 (   Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas). Há, ainda, um bem conhecido, palavras do próprio Jesus Cristo, Mateus 22.21 (Então, lhes disse: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.).

Além desses, há muitos outros que nos deixam clara a interferência do próprio Deus na política, o que nos leva a uma reflexão:  qual seria a melhor maneira de podermos fazer algo que venha de encontro à Sua vontade,  em prol da melhoria da qualidade de vida da população, notadamente a mais pobre, sofrida, sacrificada, aquela que não dispõe de atendimento médico adequado, escolas, saneamento, etc .?  Enfim, o que poderíamos fazer, como cristãos, para trazer maiores benefícios e uma vida digna às pessoas?

Segundo pesquisa divulgada recentemente pelo IBGE, a grande maioria do povo brasileiro é constituída por cristãos ( evangélicos e católicos). Se ,pelo menos uma boa parte dessa massa se engajasse em prol de mudanças efetivas, com certeza, faria a diferença em qualquer eleição. Juntos e unidos, poderíamos trabalhar em prol das tão sonhadas mudanças que o nosso povo tanto almeja.

Por que não participar mais ativamente da administração pública? Será que nos contaminaríamos com as mazelas, ou, com o nosso testemunho conseguiríamos modificar tantas atitudes e conceitos duvidosos que hoje observamos no meio político?

Creio que o lugar do cristão neste mundo é ao lado dos que sofrem, dos miseráveis, dos famintos, dos enfermos. Foi o que o nosso Mestre, Jesus Cristo, nos ensinou. Durante o seu ministério aqui, foi onde Ele esteve por todo o tempo, ao lado dos que mais precisavam de ajuda, fosse ela espiritual ou material.

É nosso dever propagar, por todos os lugares, tudo aquilo que Cristo nos ensinou e ordenou que espalhássemos. Quando nos isolamos e deixamos de fazer isso, com certeza, estamos pecando. Quando permitimos que o errado, o mal, triunfe, de alguma maneira e em algum lugar, temos responsabilidade direta nisso.

A nossa omissão, pode ceifar muitas vidas! Quando nos alijamos do processo político, damos espaço para aqueles que sugam o dinheiro público, que cometem toda sorte de atos danosos ao patrimônio da nação, criamos condições para os oportunistas que estão à espreita, aguardando pela sua vez de se locupletar com o que é de todos.

Sim lugar de cristão é em todo lugar, inclusive na política.

Fernando Marin

6 comentários:

  1. Excelente! Concordo com seu posicionamento.
    Só ressaltando que, muitos se engajam na política autodenominando-se cristãos, mas praticam o populismo e a politicagem, criando um estigma aos seguidores de Cristo, que já são rotulados negativamente de diversas formas, exatamente pelo mau exemplo de "cristãos" inescrupulosos.
    A política que conhecemos infelizmente é um meio sórdido, onde a presença de cristãos tem que ser efetivamente luz no lamaçal. Ser como o sol, que ilumina a lama sem se contaminar.
    Assim, com esse espírito, poderemos ganhar mais vidas para Cristo pelo bom exemplo e mudar a realidade de nosso país, aplicando princípios cristãos no meio político, tão necessitado desses ensinamentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcia.

      É verdade, onde quer que estejamos, devemos ser testemunhas de Cristo, imitando-O e vivendo como Ele os ensinou.
      Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  2. Perfeitíssimo!
    Com certeza um belo e inteligente texto!

    ResponderExcluir
  3. Austri.

    Obrigado, a sua opinião é muito impoprtante ara mim. Agradeço pelo seu constante incentivo!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Amigo. É para mim uma honra estar no seu blog, poder ver e ler as belas palavras aqui contidas. Seu blog é uma benção, fiquei maravilhado, seu amor a Jesus nota-se nas palavras escritas, continue a ser esta grande benção, a deixar-se usar pelo grande Oleiro. Quero aproveitar a oportunidade para partilhar o meu blog : Peregrino E Servo. Vou ficar muito feliz se tiver a gentileza de fazer uma visita ao meu blog e deixar um comentário, e se desejar, mas só se quiser siga, de volta vou retribuir. Deus te abençõe ricamente.
    António Batalha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio.
      Fico feliz pela sua visita e pelo seu comentário. Obrigado.
      Visitei o "Peregrino E Servo", e também gostei muito.
      Parabéns!
      Que continuemos a sermos usados por Deus para , de alguma maneira, sermos úteis ao Reino e às pessoas.
      Abraço!

      Excluir